Francisco Arruda Furtado, Discípulo de Darwin


Francisco Arruda Furtado, Discípulo de Darwin

Conhecido por ter sido um dos poucos portugueses a corresponder-se com Charles Darwin, o naturalista açoriano Francisco Arruda Furtado é homenageado nesta exposição – “Francisco Arruda Furtado, Discípulo de Darwin” – que pode ser visitada entre 6 de março de 2015 e 31 de dezembro de 2019 no Museu Nacional de História Natural e da Ciência, em Lisboa.

A mostra procura dar conta da riqueza e singularidade da obra científica desta personagem que, apesar de autodidata, se notabilizou no seu tempo. É no desenho que se centra a exposição, destacando um ponto comum e permanente nas diversas fases do seu trabalho: o recurso à ilustração.

Francisco Arruda Furtado (1854-1887) notabilizou-se, muito jovem, no estudo dos moluscos e da antropologia, que aborda de acordo com as teorias evolucionistas, em particular de Charles Darwin, com quem se corresponde durante dois anos, trocando ideias, informações, pedindo conselhos e livros. Morre aos 33 anos e deixa uma vasta obra e dezenas de trabalhos inacabados, na sua grande maioria, ainda hoje inéditos.

Horários:
Terça- a sexta-feira: 10:00 - 17:00; Sábados, domingos e feriados: 11:00 - 18:00
Outras Informações:
Data de Início: 06 Março 2015
Data de fim: 31 Dezembro 2019
https://www.visitportugal.com/pt-pt/content/francisco-arruda-furtado-disc%C3%ADpulo-de-darwin-1
https://museus.ulisboa.pt

Museu Nacional de História Natural e da Ciência - Lisboa


Coordenadas: 38.717613,-9.150899