Estátua de El-Rei D. Sebastião

Localizada na Praça Gil Eanes, esta escultura da autoria de João Cutileiro foi designada pelo historiador de arte José Augusto França como um dos mais belos exemplares de escultura a sul do Tejo.

Inaugurada em 1972, perpetua a memória de D. Sebastião que elevou Lagos à categoria de cidade em 1573 e daqui partiu em 1578 à conquista da Alcácer Quibir, na fatal expedição militar a Marrocos. Dois anos depois desta derrota, o rei Filipe II de Espanha assume a Coroa Portuguesa dando início à união dinástica que se prolongou ate 1640.

Em torno do desaparecimento do rei D. Sebastião formou-se o “Mito do Sebastianismo” que perdurou na memória do povo, na literatura e na filosofia portuguesa até ao século XX. O povo recusando-se a encarar o trágico e fatal destino do rei, acreditava que este haveria de voltar num dia de nevoeiro.


Fotografia: www.cm-lagos.pt

Coordenadas: 37.102723,-8.672893