Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe

A ermida foi construída no século XV, durante o reinado de D. Afonso V, após a generalização em Portugal do culto da virgem negra de Guadalupe.

É um edifício singelo, construído em grés da região. Situado numa zona de fronteira, do Reino e da Cristandade, assolada pelo corso muçulmano, encontra-se ligado ao resgate dos cativos, o que explica a sua insólita decoração simbólica. Na capela-mor, todos os capitéis, tal como as chaves da abóbada, possuem decoração esculpida com motivos vegetalistas, máscaras humanas e outros atributos.

A quinta sobranceira à Ermida foi um dos pousos do Infante Dom Henrique, durante o auto-exílio algarvio que marcou a fase final da sua vida, após a infeliz expedição de Tânger de que resultou cativo o Infante Santo. Neste lugar terá Dom Henrique recebido a visita do veneziano Ca’damosto, o que lhe confere uma particular relevância histórica.

Sob a invocação de Senhora de Guadalupe mantêm-se até hoje práticas ancestrais de culto e rituais de fertilidade como a festa de Nossa Senhora das Candeias, a bênção dos gados e das espigas, na 5ª feira de Ascensão.


Fotografia: www.guiadacidade.pt

Coordenadas: 37.083681,-8.864812